O que é Copywriting?

Antes de começar a aprimorar suas habilidades de Copywriting, você precisa saber quem é seu cliente ideal, onde ele está e o que vai comprar.

Baixe nossa planilha de avatar do cliente GRATUITA, com o passo a passo para que fique claro para quem você está vendendo.

Você se sente intimidado pelo Copywriting?

Se sua resposta for sim, seja bem-vindo à opinião de como 99% dos profissionais de marketing se sentem.

Se sua resposta for não, você é algum tipo de Guru?

Copywriting é a razão pela qual as pessoas compram algo.

Um dos motivos pelos quais Copywriting é tão intimidante é porque o Copywriting é a paleta que mexe o milkshake de dinheiro. Copywriting é a razão pela qual as pessoas compram algo.

Copywriting é o texto que faz alguém parar de pensar: “Posso viver sem isso” e começar a pensar: “Por que estou vivendo sem isso?

Normalmente é muita pressão para colocar numa série de palavras!

É por isso que vamos dar uma olhada em profundidade no que é copywriting, como ele mudou com o surgimento do marketing digital e os diferentes tipos de copywriting, bem como fornecer toneladas de exemplos para você encontrar inspiração.

O objetivo é que você saia com uma varinha na mão pronta para lançar seu feitiço de Copywriting em cada pista e prospecto frio que encontrar!

O que é Copywriting?

Oficialmente, Copywriting é definido como:

“A atividade ou ocupação de escrever o texto de anúncios ou material publicitário”.

Agora, vamos colocar essa definição de dicionário em exemplos do dia a dia.

Copywriting é o conteúdo que você vê escrito na legenda de um anúncio do Facebook. É o título de um anúncio do Google ou a descrição de um vídeo do YouTube. É o texto em um site, desde a página de destino até a página do produto.

Fora do marketing digital, é o texto escrito em outdoors, o título de um artigo de jornal e a placa fora de uma loja física.

Quando as pessoas falam sobre manchetes “clickbait“, estão falando sobre direitos autorais. O Copywriting motiva as pessoas a clicarem em um site, informa por que precisam comprar o produto e as convence a trocar seu dinheiro por bens e serviços.

Enquanto falamos sobre Copywriting ao longo deste artigo, estamos falando sobre conteúdo colocado em sites, perfis sociais, campanhas publicitárias e campanhas de e-mail que são projetadas para fazer alguém querer comprar um produto, tornar-se parte de uma comunidade, inscrever-se em um oferta gratuita, assistir uma live, baixar um demo, e etc…

O que NÃO é Copywriting?

A resposta curta: praticamente qualquer outro tipo de escrita.

Copywriting tem como objetivo levá-lo à ação. É estratégico e direto ao ponto. Então, algo que não faça isso? Não é copywriting. Uma postagem de blog sobre anúncios no Facebook? Não é copywriting. Aquele livro na sua estante que fala sobre o que é Copywriting e você ainda não leu? AINDA não é copywriting.

Copywriting é frequentemente confundido com a escrita de conteúdo. Mas eles não são exatamente iguais. Uma escrita de conteúdo é como este artigo em sua totalidade.
Copywriting é o texto que você vê promovendo os produtos/serviços neste artigo.

Veja a diferença?

Mas geralmente há algum nível de sobreposição.

O Copywriting de conteúdo pode dizer: “Aqui estão alguns conteúdos gratuitos na forma de informações úteis. Se desejar, verifique receba mais informações úteis ou receba na sua caixa de entrada, basta se inscrever para um teste gratuito, e etc… Geralmente é um conteúdo de formato mais longo (artigos com mais de 500 a 3.000 palavras).

Copywriting não faz rodeios. Diz: “Inscreva-se para obter este produto/serviço gratuito” (em um tom muito persuasivo). É uma forma mais curta, 100 a1.000 palavras que dizem o que o produto faz, porque você precisa dele e como comprá-lo AGORA MESMO.

Portanto, saiba que escrever conteúdos podem ajudar com o seu Copy, mas o inverso é verdadeiramente mais poderoso. Ter as habilidades para impulsionar uma ação em apenas algumas palavras impactantes pode aumentar a qualidade e o valor de sua escrita de conteúdo.

OBS: Antes de começar a aprimorar suas habilidades de escrita, você precisa saber quem é o seu cliente ideal, onde ele está e o que ele vai comprar. Baixe nossa planilha de avatar do cliente GRATUITA, com o passo a passo para que fique claro para quem você está vendendo.

Como o copywriting mudou desde que o marketing se tornou digital?

Bem antes que a era da internet despontasse na indústria de marketing e decidisse que o digital seria o rei – Copywriting já estava vivo e prosperando!

O que estava acontecendo na publicidade nos anos 2000? Profissionais de marketing com visão de futuro, como Gary Vaynerchuk, estavam no topo do lançamento do Adwords – ele lançou sua primeira campanha do Adwords no mesmo dia em que o Adwords foi lançado. Mas o restante dos profissionais de marketing ainda estavan focados nos métodos tradicionais de marketing, tentando descobrir como fazer seus anúncios de catálogo ganharem força.

Publicidade do Google por volta de 1999

Em março de 2000, a Inc Magazine publicou um artigo chamado “Design and Copywriting for Print Advertising”. Eles destacaram 8 dos fatores mais importantes a serem considerados ao escrever um Copy. O fator 2 é “Foco na venda”.

Claramente, os profissionais de marketing estavam falando sobre Copywriting em um nível macro (para dizer o mínimo). Poderíamos nos safar dizendo coisas como “Foco na venda”, e outros profissionais de marketing balançariam a cabeça e diriam: “isso faz sentido“.

Mas estamos em 2020, pessoal. Mudamos para uma imagem de micro-redação. Se a Mind7Marketing escrevesse um artigo hoje e uma de nossas técnicas fosse “Concentre-se na venda” – qual seria sua resposta?

Sim, claro, mas o que isso significa?

Ao invés de dizer “Concentre-se na venda“, diríamos: “Aqui estão 3 técnicas persuasivas de redação de vendas para ser um redator mais eficaz“. Em seguida, descreveríamos essas técnicas em detalhes.

Por quê?

Porque, à medida que o marketing digital evoluiu, tornou a redação mais complexa e mais difícil. Os anúncios do Facebook e do Google estão por toda parte, o que significa que nosso público está saturado de lances por sua atenção (e, mais importante, seu dinheiro).

O Google obteve um lucro líquido de US$ 34,3 bilhões no ano de 2019 – menos de 15% (US$ 5,14 bilhões) de seu lucro não veio de publicidade. Em nenhum outro momento da história existiu tanto Copy no mundo.

Se quisermos nos destacar, não podemos nos concentrar apenas nas vendas; temos que usar psicologia, neurociência e métodos de marketing comprovados para chamar a atenção e esperar que os clientes queiram o valor que estamos oferecendo.

Quem precisa de redação?

Se você tem um produto ou serviço e está tentando vender para as pessoas, precisa de Copywriting!

Pense que seus clientes estão de um lado do rio e seu produto está do outro lado do mesmo rio. A única maneira de seus clientes passarem de um lado para o outro lado do rio é usar uma ponte.

O Copywriting é essa ponte!

Ou você pode pensar em Copywriting como o oficial do cartório no casamento do consumidor com a sua empresa.

Copywriting é a razão pela qual qualquer pessoa percebe que tem um problema e, não sabe… que o seu produto/serviço pode resolvê-lo.

Cada empresa precisa de Copywriting se quiserem converter o tráfego em clientes. Os sites sem Copywriting não obtêm inscrições ou opt-ins, não fortalecem o conhecimento da sua marca e não persuadem as pessoas a dar-lhes seu dinheiro.

Quando você deve usar Copywriting?

Você deve usar Copywriting em todas as plataformas online da sua empresa: mídias sociais, e-mails e sites. Isso não deve ser confundido com apenas o uso de Copywriting em suas plataformas.

Pense na última empresa que não parava de pedir que você comprasse algo deles, seja por meio de uma campanha de marketing por e-mail, mala direta, anúncio no Facebook, comercial de TV, etc.

Quando uma empresa nos pede muitas vezes para comprar algo, sua reputação é prejudicada. De repente, eles mudam de solucionadores de problemas para aqueles irmãos mais novos irritantes. Queremos que eles vão embora e nos deixem em paz, independentemente do segredo que estão morrendo de vontade de nos contar.

No entanto, como proprietários de empresas, ainda precisamos pedir às pessoas que comprem coisas. Só precisamos fazer isso com muito cuidado…

Por exemplo, encher a página do seu blog com Copywriting pode ser um exagero (irônico vindo de um artigo sobre Copywriting, né?😉). Mas é aqui que você deve se concentrar no conteúdo e no fornecimento de valor antes de pedir alguma coisa.

Ao contrário, o Copywriting em sua página de destino é essencial. Esta é a página do site que vai persuadir alguém a visitar seu blog em vez de clicar no temido botão Voltar.

7 Estratégias Copywriting e Exemplos

Estratégia # 1: O Poder de Um

O poder de um se baseia em uma boa ideia, uma emoção central, uma história cativante ou uma resposta inevitável.

É o título que faz pensar: “Isso é brilhante”, o slogan que encanta seu coração, o anúncio de ponto de ônibus que o faz você parar e ler tudo, ou o anúncio do Google que diz para você se preparar para rir.

Por exemplo:
Boa ideia: como usar a linguagem corporal para conseguir o emprego dos sonhos
Emoção central: Estamos lutando pelos 1,5 milhão de animais que serão sacrificados este ano.
História cativante: um anúncio falando sobre como uma mulher conseguiu salvar um homem e seu cachorro do telhado de sua casa depois que ele foi pego por um furacão
Resposta inevitável: você vai rir quando perceber quantas vezes você cometeu este erro de redação

Estratégia # 2: Verbo, Substantivo, Meta

Jon Benson, lenda viva do copywriting, usa essa estratégia entre outras centenas, em seu software de AI para Copywriting. A ideia veio de um padrão que Jon viu em todos os proprietários de empresas.
Todos eles queriam fazer algo para ajudar um determinado avatar a alcançar seu objetivo. Jon percebeu que, para que esses empresários atingissem seus próprios objetivos, eles deveriam ser capazes de comunicá-los claramente aos clientes.

Por exemplo:
A Mind7Marketing fornece às agências de marketing estratégias e ferramentas para que possam dobrar seus negócios.

Verbo: fornece
Substantivo: agências de marketing
Objetivo: dobrar seus negócios

A BuilderAll aumenta os seus negócios com uma plataforma de marketing completa.
Verbo: Aumenta
Substantivo: Negócios
Objetivo: ter uma plataforma de marketing completa

Estratégia # 3: Sempre escreva abaixo do nível de leitura da 8ª série

Esta não é uma estratégia de copywriting modelo, é uma estratégia abrangente. Todas as suas Copys, independentemente de onde foram postadas, devem ser escritas para entendimento para pessoas com nível de leitura da 8ª série. Por quê? Porque o consumidor médio lê no nível da 8ª série, o que significa que nosso conteúdo não pode ser mais complicado do que isso.

Para determinar o nível de leitura do texto, existem 3 fatores:

  • Palavras totais
  • Sentenças totais
  • Total de sílabas

Usando o HemingwayApp, você pode ver a pontuação de legibilidade de seu conteúdo. Basta colar sua Copy no site e, na barra de widgets da direita, você verá o nível de dificuldade. Esta é uma ferramenta online gratuita que nem requer que você tenha uma conta para usá-la.

Estratégia # 4: Benefícios> Recursos

Seu Copywriting não deve falar sobre o quão bom é o seu produto, ele deve falar sobre o quão melhor o seu produto torna a vida do seu cliente!

Lembre-se de que sua empresa tem que ter mais a ver com o problema que você está resolve para seus clientes do que com os sinos e apitos sofisticados que você usa para torná-la mais bonita.
Por exemplo, na página de destino dos nossos serviços, colocamos pontos dos benefícios de tudo que você conseguirá resolver para o marketing da sua empresa.

Estratégia # 5: Jogue no FOMO (Fear of Missing Out/Medo de perder)

Lembra da última vez que você não foi capaz de assistir Game of Thrones no domingo à noite e teve que passar toda a segunda-feira como medo de perder o próximo episódio enquanto se esquivava das conversas de todos sobre quem sobreviveu e quem não?

FOMO, o “medo de perder”, pode ser sentido pessoalmente e online.

Por exemplo, enviamos um e-mail com o título:
“NCVTP: Quer ser um Copywriter melhor? Abra antes da meia-noite. ” (NCVTP significa “No caso de você ter perdido”)

O e-mail teve uma taxa de abertura de 24,82% graças ao FOMO e mais uma estratégia de Copywriting que adicionamos no final, urgência.

Estratégia # 6: Alavancar quantidade e disponibilidade por meio de urgência

Urgência no Copywriting é a persuasão que leva um cliente a querer se inscrever, comprar um produto, assinar uma newsletter, etc., porque ele tem um tempo específico para isso. Isso pode funcionar de duas maneiras:

Quantidade: Existem apenas algumas unidades de um produto, ingressos para um evento, assentos em um Mastermind…
Disponibilidade: o produto ou serviço só está disponível por esse preço por um tempo limitado…

Por exemplo:
Rachel Hollis, autora de Girl, Wash Your Face e palestrante principal do Traffic & Conversion Summit 2019, construiu seu negócio em torno da urgência usando a escassez de quantidade. Para cada um de seus produtos, ela disponibiliza uma quantidade definida e é isso. Depois que se esgotam, eles nunca mais voltam em estoque.

Isso faz com que sua base de fãs leve seus lançamentos de produtos muito a sério. Eles foram treinados para saber que, se eles abandonarem uma oportunidade ou eles não entenderem, nunca mais a terão!

Estratégia # 7: fale a língua do seu cliente

O Copywriting deve sempre usar a linguagem de seus clientes, mas adicionar urgência, descontos ou benefícios para leads completamente frios pode prejudicar a oportunidade de fazê-los na hora correta!

Nesta estratégia de copywriting, você apenas jogará com a linguagem do seu cliente.

Certa vez, há 7 anos atrás, enviamos um coldmail onde queriamos falar com profissionais do marketing tradicional que insistiam em fingir que o marketing digital não existia.
Então criamos um e-mail com o assunto: “Francamente, eu não sei do que se trata marketing digital.

O e-mail teve uma taxa de abertura de 44,80%, o que nos impressionou e muito – não enfatizamos a urgência, não oferecemos desconto em um produto e não conversamos sobre como o conteúdo do e-mail ajudaria o leitor!

No entanto, a audiência adorou!

Isso quer dizer que Copywriting nem sempre se referem às vendas. Às vezes, trata-se de encontrar seus clientes exatamente onde eles estão e dizer a eles que você entende o que eles estão sentindo… para que comprem de você mais tarde😉.

Copywriting as vezes coloca muita pressão sobre as palavras para fazer com que estranhos comprem o que você está oferecendo.

Se você não está acertando a cabeça do preço com a sua Copy e obtendo a conversão que esperava, não surte.

Lembre-se: o segredo não tão secreto sobre Copywriting e marketing é continuar testando sua Copy indefinidamente!

Encontre a Copy que funciona, invista seu dinheiro em publicidade e continue testando.
O Copywriting pode gerar tráfego, transformar esse tráfego em conversões e transformar essas conversões em fãs delirantes de sua marca.

Se você ainda não fez um esforço para melhorar o seu Copy em todas as áreas do seu negócio, bem, você já está atrás!

Forte Abraço

Ricardo Zanga

Quer ser informado em primeira mão sobre novos artigos? Cadastre-se e fique por dentro!


plugins premium WordPress